A última atividade do ano de 2010 do Grupo de Pesquisa AGostoS ocorreu na quinta-feira passada, dia 16 de dezembro, juntamente com os alunos(as) da disciplina Antropologia da Alimentação, ministrada pelo professor Arimatea. Fizemos uma visita ao Museu da Cachaça Douradinha, no município de Redenção, 66 Km de Fortaleza, onde tivemos a oportunidade de experienciar um pouco da relação sociedade – açucar – escravidão – cachaça – cultura, tão discutida durante todo o semestre tanto nas reuniões do Grupo AGostoS, quanto na disciplina supracitada. Uma atividade que literalmente fechou as atividades do ano de 2010 com chave de ouro!

O passeio teve direito a visitar:

  • a Casa Grande: onde pudemos apreciar o mobiliário e utensílios utilizados pelo senhor de engenho, além de documentos e as modificações da cachaça Douradinha ao longo da história;
  • a senzala: onde sentimos um pouco das más condições de sobrevivencia que os escravos eram submetidos, além de conhecer os objetos de castigos e torturas que nos deixou “de cabelo em pé”;
  • a casa das mucambas;
  • a lojunha e degustação;
  • o canavial.

Sem açúcar não se compreende o homem do nordeste“.

Gilberto Freyre

About these ads